Sempre Jesus

Publicações

Lançamento digital! As alianças de Deus

O livro: AS ALIANÇAS DE DEUS, de 64 páginas, mostra que a antiga aliança mosaica não está mais em vigor, mas sim a aliança de Cristo. A base do material foi uma lição da série: “Deixe a Bíblia falar”, dos irmãos em Salvador BA. O autor reformatou, ampliou e ainda acrescentou vários capítulos.

No capítulo VII, o maior de todos, o autor analisa a problemática dos judaizantes na igreja no primeiro século. Ele demonstra como a rejeição destes significa também a necessária rejeição da lei de Moisés e da antiga aliança.

Denominações recorrem ao Antigo Testamento para justificar práticas como o dízimo, a observação do sábado, uma classe sacerdotal e o linguajar de “tribos” como justificava da existência das divisões denominacionais. O autor trata destas no cap. VIII: “Algumas práticas do AT impostas hoje”.

Veja esta página para saber como adquirir o livro em formato digital.

Segue o prefácio do autor do livro:

Esta pequena obra é uma profunda revisão e ampliação de uma única lição do Manual — evangelismo, publicado, sem data e sem indicação de autoria, pelos irmãos baianos na capital de Salvador. O manual serviu, e continua servindo, em formato PDF, para apresentar a muitas pessoas a verdadeira Boa Nova de Jesus Cristo. Os irmãos baianos têm se manifestado ávidos para preservar e divulgar a verdade de Cristo desde o início do trabalho até os dias de hoje.

Convém ressaltar que a presente obra não procura corrigir mas sim apenas reforçar o bom trabalho original. Não se encontrou nada que precisava de correção. A fidelidade dos irmãos baianos é notória.

Uma comparação com a lição original demonstra várias diferenças:

  • A formatação foi atualizada, padronizada e uniformizada.

  • Correções de datilografia foram feitas.

  • Frases incompletas foram reformuladas em orações completas.

  • Muitos pontos foram ampliados para tornar mais claras as suas verdades.

  • A versão bíblica foi atualizada para o uso da Nova versão internacional.

  • O texto de vários versos bíblicos foi inserido dentro da obra para facilitar a análise destes.

  • A paginação e o estilo do livro facilitam que o leitor faça anotações nas margens. (George Steiner definiu um intelectual como “mui simplesmente, um ser humano que tem um lápis na sua mão ao ler um livro” [Steiner 1996, 8].)

São da minha autoria as seguintes seções:

  • O sermão do monte (VI).

  • Judaizantes no primeiro século (VII)

  • Algumas práticas do AT impostas hoje (VIII)

  • Considerações finais

A verdade que esta matéria traz à tona é mais importante hoje do que nunca, se é que isso seja possível. O ser humano sempre gostava de mesclar o ensinamento de Cristo com suas próprias ideias e com doutrinas e dogmas de outros sistemas religiosos.

Com o acesso fácil pela internet a informações sobre outras religiões, tal sincretismo avança com mais força ainda. E ainda crescem no mundo grupos que querem importar as práticas do Antigo Testamento para a fé dos seguidores do Senhor Jesus. Em boa parte da cristandade denominacional, isso virou praxe e serve de mais um indicador de como as práticas religiosas de hoje avançaram além do que está escrito para os cristãos seguirem.

É preciso, portanto, explicar com precisão por que a igreja do Senhor Jesus Cristo não pratica coisas tais como o sábado, o dízimo, dias especiais além do primeiro dia da semana e outros ritos e mandamentos da antiga aliança mosaica.

Dedico esta obra à igreja baiana, com quem surgiu o Manual—Evangelismo e que vive como grande exemplo de serviço digno de imitação de toda a família da fé.

São José dos Campos (SP)
Dia do lavrador, 23 de junho de 2020

Qual a sua ideia?

%d blogueiros gostam disto: