Vamos tomar os sete “uns” de Efésios 4.4-6 fora de ordem, para nos ajudar a entender como todos são essenciais. Destes sete, três são da Divindade, Deus Pai, o Senhor Jesus o Espírito Santo, distribuídos nos lugares segundo, quarto e último na lista.

Há um só corpo e um só Espírito, assim como a esperança para a qual vocês foram chamados é uma só; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos.
Efésios 4.4-6, NVI

Este apelo à unidade ocorre no início da seção conhecida como a parte prática ou ética do livro, havendo a segunda divisão principal do livro a partir do capítulo 4. Paulo deixa claro que a unidade é uma realidade, dada pelo Espírito de Deus (verso 3), a ser preservada, e não, como afirmam alguns, um ideal inatingível que se deve buscar realizar tanto quanto possível. “Esta unidade não é meramente teórica”./1

É mais que provável que a lista é estruturada em formato de quiasmo, um tipo de paralelismo invertido. Veja o gráfico:

estrutura de Efésios 4.4-6

O elemento central é destacado, que é o Senhor Jesus (X). Os outros elementos equidistantes são pares: A e A’, B e B’, C e C’. Tal estrutura mostra conexões entre os elementos e testifica à unidade de todos os itens para o assunto, que é a unidade espiritual e a identidade como povo de Deus.

O comentarista Rudolf Schnackenburg identifica estes sete itens como “uma série de elementos que formam a base da unidade na Igreja, os quais são características dela e os quais trazem uma obrigação de se esforçar para a unidade total”./2

Reparemos que a descrição do comentarista coincide com a nossa afirmação acima. (1) Estes formam a base da unidade da igreja, são, como ele escreveu, “o fundamento da fé cristã”/3. (2) Estes itens formam as características da igreja e a identificam. (3) Estes itens são obrigatórios para a igreja e não podem ser dispensados.

Os três divinos

Vejamos então cada item, fora da ordem dada no texto. Tomamos primeiro os três da Divindade, por reconhecermos de imediato sua essencialidade.

Se você tem outro deus além do Deus vivo e verdadeiro, você não pode ser salvo. Ninguém discute, não é verdade?

Se você tem outro senhor além do Senhor Jesus, não pode ser salvo. Todo mundo aceita, não é?

Se você segue outro espírito (ou, ensinamento, 1 João 4.1), além do Espírito de Deus, não pode ser salvo. Não deve haver debate sobre este ponto também.

Os quatro restantes

Se estes três, no meio dos sete, são assim essenciais à unidade, à identidade da igreja e à obrigatoriedade para a salvação, também os outros quatro estão no mesmo nível.

Então, se você segue outra fé (aqui no sentido objetivo de a fé ou o “conteúdo da fé”/4), que não seja a fé entregue a nós pelo Senhor Jesus, não pode ser salvo. Significa que tem que crer em certas coisas, doutrinas específicas e identificáveis.

Se alguém tem outra esperança (novamente, em vista aqui é o “conteúdo da esperança”/5 ou seu alvo), a não ser na graça de Deus para alcançar a coroa eterna, não tem chance.

Então, se você recebe outro batismo além da imersão na água para perdão do pecados, não pode ser salvo (Atos 2.38; 22.16; Romanos 6.1-4; 1 Pedro 3.21). “Um só batismo” significa o ato pelo qual todos entram em Cristo e se tornam um nele (Gálatas 3.26-29).

E se você criar, apoiar ou fazer parte de outro corpo, que não seja o corpo que é a igreja (Efésios 1.22-23), no qual está a salvação em Cristo, não pode ser salvo. Pois a igreja não é a totalidade de denominações nem um número invisível e impossível de ser identificado de pessoas espalhadas pelas várias divisões religiosas. A igreja é única — Jesus falou de uma só, “minha igreja” (Mateus 16.18), e esta pode ser identificada pelo Novo Testamento e erguida pela obediência ao evangelho.

Conclusão

Não se quer dizer que os elementos em si são iguais, pois obviamente Deus é maior de todos como “Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos”. Mas Paulo deixa claro pela disposição da lista dos elementos e pela unicidade de cada um, que todos são necessários para a unidade da igreja, para sua identidade como corpo de Cristo e para a salvação eterna. São estes os pilares sobre os quais todas as verdades do evangelho são erguidas.

Se você ainda não abraçou a unidade destes sete itens, favor estudar a palavra, obedecer ao evangelho e tornar-se um seguidor de Jesus nos moldes do padrão do Novo Testamento.

NOTAS

1/Lewis R. Donelson, Colossians, Ephesians, First and Second Timothy, and Titus, Westminster Bible Companion (Louisville, Kentucky, Wesminster John Knox Press, 1996): 85.

2/ Rudolf Schnakenburg, The epistle to the Ephesians: a commentary (Edinburgh, Escócia, T & T Clark, 1991): 168.

3/ Schankenburg, 169.

4/ Ernest Best, Ephesians: a shorter commentary, ICC (Edinburgh, Escócia, T & T Clark, 2003): 185-86.

5/ Best, 185.