TAUBATÉ SP (AN) — O helicóptero saíra com sua equipe da base militar em Taubaté (SP), no Vale do Paraíba. Estavam fazendo missão de reconhecimento na quinta-feira, 20/01, em três bairros de Nova Friburgo, cidade carioca castigada na semana passada por pesadas chuvas e deslizamentos. Dois militares e três civis estavam a bordo.

Pilotava o helicóptero Ricardo Santos, um irmão em Cristo que, com sua família, participa da congregação em Taubaté.

Chegando ao terceiro bairro de Nova Friburgo, Ricardo sentiu uma queda de força no aparelho, que deixou de responder aos seus comandos. O capitão ao seu lado assumiu o comando e fez pouso forçado em cima de um monte de esterco, que amenizou o impacto.

Uma menina de nove anos gravou a queda, que ocorreu perto da Ceasa da cidade. A tripulação e os civis passaram por uma avaliação médica e foram liberados em seguida. Ricardo chegou em casa no sábado.

ACIMA: Ricardo (à direita) mostra um helicóptero aos irmaos Jorge dos Santos, Randal Matheny e Mike Hughes

Ricardo tinha sido escalado para pregar hoje, 23/01, na congregação taubatense e ele cumpriu com sua responsabilidade, usando sua experiência como base para sua mensagem. Usou como texto Salmo 90.12: “Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria”.

Ele falou da providência de Deus estar presente no momento do acidente, de modo que as cinco pessoas a bordo não foram gravemente feridas. Fez a leitura do Salmo 91 na Bíblia na Linguagem de Hoje, como expressão dos seus sentimentos de confiança em Deus.

Disse que se deve reportar a seu respeito, além de estar bem fisicamente, que “o Senhor me salvou”.

Muitas vezes, o pregador, por ser último a falar no domingo, também fecha a reunião com uma oração final. Ricardo também o fez, incluindo esta frase: “Os homens falham, e as máquinas falam, mas o Senhor está sempre presente conosco”.