O esboço do sermão de hoje em SJC, “7 ponteiros da natureza da boa notícia do evangelho de Marcos, caps. 1-3”.

INTRODUÇÃO

  1. Na China, uma senhora que pedia mais abertura e liberdade no seu país, foi presa e executada pelo governo comunista. Antes, porém, cortaram suas cordas vocais para que não pudesse falar na hora de morrer.
  2. Satanás deseja cortar as cordas vocais dos cristãos, por meio dos conflitos, dos sofrimentos e do desânimo.
  3. Marcos nos mostra nos primeiros capítulos do seu evangelho que Jesus definou a essência da boa nova como a proclamação da mensagem do perdão dos pecados.
  4. Num dia como hoje quando há tantas redefinições do evangelho — como as teologias da prosperidade e da saúde — precisamos ouvir Marcos.
  5. Vejamos 7 indícios, ou ponteiros, para a natureza da boa nova.

OS 7 PONTEIROS

  1. João o Imersor surgiu pregando uma mensagem sobre o perdão dos pecados (Mc 1.4).
  2. Jesus começa seu ministério pregando também uma mensagem sobre o arrependimento e a fé nas boas novas (Mc 1.15).
  3. Jesus veio para pregar a todos, não para ser curandeiro (Mc 1.38). Poucas as vezes Jesus declara por que veio do céu à terra. Ele faz aqui e no v. 17.
  4. Num momento em que quatro homens fazem um grande trabalho para levar seu amigo paralítico a Jesus, ele, ao invés de curar, o oferece … perdão dos pecados (Mc 2.5). Ele sabe qual a maior necessidade do homem.
  5. Jesus veio para chamar pecadores e oferecer-lhes o perdão como o médico espiritual (Mc 2.17).
  6. Jesus tinha 3 razões para escolher os doze apóstolos: para estarem com ele (para aprender), para enviar-lhes a pregar (entrar no seu trabalho e continuar sua missão) e expulsar demônios (atribuição especial dos apóstolos para carimbar a mensagem) (2.14-15).
  7. Na história da família e da acusação de expulsar demônios por Belzebu, Jesus fala de … perdão (e não perdão) dos pecados! Quem é família são os que fazem a vontade de Deus, a condição do perdão (3.28-29, 34-35).

CONCLUSÃO

  1. Jesus mostrava compaixão pelas suas curas e também confirmou a veracidade da sua mensagem (ver Mc 16.20).
  2. Mas o evangelho, pelo próprio significado do termo, é uma mensagem que traz alegria porque oferece perdão dos pecados.
  3. Foi isso que Jesus insistiu em fazer: pregar o perdão.
  4. Ele nos escolhe para fazer o mesmo.
  5. Se deixamos que outros interesses interfiram, permitimos que Satanás corte as nossas cordas vocais antes de morrermos.