Uma vez que Jesus sai da sua vida, ela nunca mais será a mesma, porque quando ele vai, vai-se tudo.

Gálatas 5.22-24

de Paula Harrington

Estou sempre entristecida quando ouço falar de cristãos que aos poucos empurram Jesus fora da sua vida. Seja momento em que tiveram alguma tragédia ou decepção, seja mera temosia, eles mudam sua vida e alteram seu futuro ao fecharem a porta em Jesus.

A Bíblia fala sobre os que tiveram o conhecimento de nosso Senhor e Salvador, mas se deixaram enredar no mundo (2 Pedro 2.20-22). No verso 22, Pedro nos lembra de Provérbios 26.11, ao descrever tais pessoas como cães voltando ao seu vômito ou porcos à lama.

Uma vez que Jesus sai da sua vida, ela nunca mais será a mesma, porque quando ele vai, vai-se tudo.

Vai-se o amor. Com Jesus fora da sua vida, segue o amor. Sem Jesus, o amor do cônjuge é instável e o amor de um pai é questionável. Sem Jesus, não se pode amar ao próximo, nem mesmo a si próprio. O amor, sem Jesus, é artificial.

Vai-se a alegria. Quando sai Jesus da vida, a alegria esvanece e a esperança não existe mais. A alegria duradoura somente pode ser medida no Senhor.

Vai-se a paz. Sem Jesus, a paz nunca estará presente. Ela não pode ser encontrada dentro de nós, dentro dos amigos, nem dentro do mundo. A paz verdadeira vem de Deus e de seu Filho, o Príncipe da Paz (Isaías 9.6). Jesus diz em João 14.27 que ele nos dá a paz, mas quando o retira da vida, nunca mais conhecerá a paz.

Vai-se a paciência. Sem Jesus, a paciência é uma fantasia. Seja com pessoas, seja com tribulações no mundo, a paciência o escapará. Quão triste viver sem a paciência!

Vai-se a amabilidade. Quando sai Jesus, não há mais necessidade pela benignidade, e mesmo se tentasse, seria uma qualidade vazia.

Vai-se a bondade. Quando sai Jesus, a bondade seguirá. De fato, a bondade e o amor de Deus (Salmo 23.6) não farão mais parte da sua vida, e por que fariam? Não haverá mais necessidade da integridade; a moralidade será subjetiva.

Vai-se a fidelidade. Quando sai Jesus, sua fé ficará sem valor. Poderia até fazer os movimentos, mas seria fútil.

Vai-se a mansidão. Uma vez que Jesus está fora da sua vida, não haverá necessidade mais da mansidão; porém, haverá agora muito espaço para a crueldade e a violência.

Vai-se o domínio próprio. Quando sai Jesus, vai também o auto-controle. Não haverá mais necessidade da moderação. Força de vontade não, mas sim o caos. Que mundo perigoso em que vivemos quando o auto-controle não é mais importante!

Tudo sairá quando Jesus sai e ficará um lugar frio e escuro. Pode demorar um tempo para você empurrar Jesus fora da vida totalmente. Pode começar faltando numa reunião da igreja vez por outra. Assim, você começará a justificar seu pecado e, enquanto permite o mundo penetrar aos poucos, empurrará Jesus para fora.

É um processo lento o escurecer, da luz para as trevas, mas você foi dado o dia de hoje para convidar Jesus de volta na sua vida.

Por favor, não hesite para acertar sua vida com Deus.

Traduzido, com permissão da autora, de seu blog.