Gideão e o anjo do Senhor

A história do juiz Gideão está repleta de aplicações para o cristão de hoje.

Um homem sem importância na sociedade israelita da época se torna o “salvador da pátria” pelo chamado do Senhor.

Vejamos três lições deste juiz poderoso para a vida em Cristo.

1. Presença = Poder

“O Senhor está com você, poderoso guerreiro” (Juízes 6.12). Esta é a primeira palavra que o anjo do Senhor diz a Gideão. É o fato principal que ele precisa reconhecer.

Quando Gideão reclamou que vinha do clã menos importante de Manassés e que era o menor da sua família, o Senhor disse: “‘Eu estarei com você,’ respondeu o Senhor, ‘e você derrotará todos os midianitas como se fossem um só homem'” (Juízes 6.16).

Em que outros textos bíblicos encontramos uma promessa da presença do Senhor para dar poder e sucesso ao seu povo?

2. Palavra = Certeza e Coragem

O Senhor causou os midianitas a sonharem e temerem Gideão. O que ele ouviu da boca deles era causado pelo Senhor e assim ele teria certeza da batalha e coragem de atacar (Juízes 7.9-15).

É interessante que não foram suficientes para Gideão os testes com a lã. Mesmo vendo dois milagres, Gideão não parecia convencido, pois o Senhor ainda lhe dá outra oportunidade de criar coragem — desta vez ouvindo uma palavra da boca dos midianitas, mas causada por um sonho dado ao inimigo pelo Senhor.

Após ouvir os temores dos inimigos, Gideão louva a Deus e corre para liderar o exército.

O que se pode dizer sobre a soberania de Deus vendo como ele coloca na mente dos inimigos um sonho?

3. Sabedoria = Paz

Quando os efraimitas reclamaram com Gideão que não tinham sido chamados para lutar contra os midianitas, ele respondeu com sabedoria a preservou a paz (Juízes 8.1-3).

Como Gideão conseguiu acalmar os efraimitas? De onde ele adquiriu essa sabedoria?